A Fazendinha da Zelda

A Fazendinha da Zelda , além de uma oportunidade de descontração lúdica, aprendizado e alegria, é uma ferramenta pedagógica para atividades dentro e fora do ambiente escolar.
Através do material, o professor tem a sua disposição, uma oportunidade de exploração verbal e criativa nas rodinhas de “ contação de histórias” , estimuladas naturalmente pelas ilustrações criativas e cheias de animação e variações de inserção ao universo do faz de conta.
Através do material apresentado, sugerimos ainda a introdução dos eixos da arte que cada vez mais apresentam-se como processos elementares ao desenvolvimento da leitura, escrita e interpretação. Oferecendo às crianças a oportunidade de interagir e manifestar suas emoções e principalmente, lidar com elas.

Conheça toda a turma!

Eu sou o Charlie. Fui adotado e recebido com muito carinho. Ainda assim, decidi me tornar um cachorro raivoso, mais conhecido como o terrível Charlie, porque é melhor ser temido do que ser amado muahaha. Sou Inimigo declarado dos outros buldogues. Gosto de viver sozinho num castelo no meio da Fazendinha, rodeado por plantas carnívoras. Porém, sempre que preciso me torno um bom cachorro, ajudando os animais do outro lado da Fazendinha. Por isso, me consideram um cachorro muito especial e me chamam até bipolar. Minhas amigas são a Alegra e a Evita.

Alegra

Eu sou a Alegra, uma cachorra da raça american bully. Cheguei na Fazendinha há 3 anos e com meu jeito robusto aterrorizo os outros animais. Vivo do lado inimigo da fazenda, para além dos muros dos buldogues. Dessa forma, sou líder do meu pedaço. Todos me obedecem, inclusive o terrível Charlie, quando quero. A aqua é minha mascote e faz tudo para me agradar.

Eu sou a Gaia, sou uma tucana muito ágil e bisbilhoteira. Fico indo e vindo à Fazendinha em busca de informação vendo se algo está errado, porque não gosto de confusão entre os animais.  Costumo carregar sementes no meu bico e jogar num pasto para que nasçam árvores com frutos e flores para enfeitar a Fazendinha. Meu melhor amigo é o Bacon.

Eu sou o Bacon. Fui adotado pela Fazendinha da Zelda em uma época em que eu era muito bebê e estava muito doente. Meu dono disse que eu não sobreviveria. Entretanto, o sábio da Fazendinha, Dexter, disse que se ele me curasse eu faria parte da Fazendinha da Zelda. Foi a partir daí que, então, fui levado para a casa dos buldogues. Eles me curaram e cresci um porco saudável, muito forte e que costuma fazer o trabalho mais pesado da Fazenda como carregar as coisas de um lado para o outro.

Eu sou um pavão. Me chamam de medroso porque toda vez que começa a trovejar na Fazendinha, eu me escondo embaixo do meu lindo rabo azulado e verde. Eu canto e encanto todos os humanos que entram na Fazendinha com a minha cauda em formato de leque. Colaboro com todos os meus amigos nas festas emprestando minhas penas.

Eu sou a Emma.  Sou filha da Sienna e do Dexter. Dizem que tenho um jeito todo aventureiro. Ora sou ciumenta, ora sou carinhosa, mas também bastante brincalhona. Tenho muito medo da Alegra e adoro implicar com a Evita. Apesar de eu ser adulta, ainda tomo leitinho na mamadeira. Minha fruta preferida é banana e à noite adoro dormir no colo dos humanos. Normalmente, soluciono todos os problemas mais desafiantes e aventureiros da Fazendinha da Zelda.

Eu sou a Zelda. Eu nasci há 6 anos e uma humana me adotou e me levou para uma Fazenda, sendo assim a primeira integrante da Fazendinha que hoje leva o meu nome. Adoro brigar com os humanos, por isso me chamam de zangada. Muitas vezes sou a amiga que ouve o problema da turma e, devido a  valentia para resolvê-los, me tornei a líder, tendo que ditar as regras da Fazenda. Além disso, inventei a brincadeira da bolinha que hoje é a principal brincadeira dos buldogues. Passamos o dia com a bolinha na boca, tentando um tirar do outro até cansar. Quando um cãozinho está com a bola ele passa a ser o rei, até que o outro consiga roubar.

Sienna – Chegou à Fazendinha da Zelda vindo de outra cidade, Tennessee, e logo se destacou como a melhor cozinheira, mas também a mais comilona. É mãe da Emma, porém seu carinho materno se estende a todos os animais da fazenda. Geralmente é quem coordena as festas que unem todos os animais na Fazendinha da Zelda e do Reino Negro.

Evita – Veio do Rio de Janeiro integrar a Fazendinha da Zelda. É a mais meiguinha da turma. Adora usar laços de flor na cabeça e receber abraços e cafunés. É Mãe da Salt e da Bonne, outras cadelinhas que moram na fazenda. Há dias em que gosta de ficar sozinha, pois é a mais frágil de todas as bulls da fazendinha..

Dalila – Foi adotada e pela sua beleza chamou a atenção de todos os animais. Mora no lado negro da fazendinha. É extremamente vaidosa, estando sempre enfeitada porque adora usar brincos na orelha. Cuida de seus longos pelos com muito cuidado, para continuar sendo a mais bela do Reino Negro. Seu sonho é ser a miss Fazenda

Aqua – Foi encontrada na rua e adotada, recebendo muito carinho na fazendinha. Entretanto, optou por morar no lado do Reino Negro por acha-lo mais forte e como crescera na rua, aliar-se aos mais fortes sempre garante sobrevivência. Não tem muitas manhas como a Dalila, por isso adora imita-la desfilando pela fazenda.

Buma – É a mais saltitante e sapeca do grupo. Sempre está metida nas encrencas e bagunças da fazenda. Também adora jogar bolinha e apaziguar as brigas entre a Fazendinha da Zelda e o Reino Negro.

Bob – Gosta de cavalgar pela fazenda balançando sua longa crina, fascinando a turminha. Vive procurando uma brecha para ir às festinhas dos buldogues, porque ama as tortas da Sienna. De vez em quando gosta de ficar sozinho no seu castelo nas montanhas,